Contato e informações sobre Consulta:

(16) 3913-4758 / 3621-6511 / 99123-2299


Cirurgia de Catarata

Catarata é a opacificação do cristalino, que em seu estado natural, é normalmente claro e transparente no seu olho. Esta opacificação normalmente se deve ao processo de envelhecimento, mas também pode ser causada por um trauma ocular, hereditariedade, diabetes e até mesmo por alguns medicamentos. Quaisquer sejam as causas, a catarata normalmente resulta em visão borrada ou indistinta e sensibilidade à luz.

Atualmente, existem exames específicos que demonstram que, ao contrário do que se pensava, não se deve realizar a cirurgia somente quando a catarata é considerada “madura”. Neste estágio da doença, o paciente já corre maiores riscos de sofrer acidentes automobilísticos, domésticos ou no próprio ambiente de trabalho.

O que é a facoemulsificação?
A facoemulsificação é uma técnica cirúrgica moderna usada no tratamento da catarata. Possibilita a alta imediata do paciente e favorece a recuperação muito mais rápida da visão. Feita sob anestesia local, oferece maior segurança. Infelizmente, as vantagens desta técnica não se aplicam aos casos de catarata muito avançados.

A facoemulsificação baseia-se no princípio do ultra-som. Realiza-se a introdução – através de uma pequena incisão – de uma fina caneta no globo ocular, que emulsifica a catarata, ou seja, ela é triturada e retirada por aspiração pela mesma caneta. O globo ocular está, assim, apto a receber o implante de uma lente. Sua maior vantagem em relação à técnica tradicional está no tratamento da incisão: como o corte é bem menor, o paciente recupera a visão mais rapidamente.

A revolução do tratamento da catarata foi trazida pelas lentes intra-oculares. Produzidas em diversas matérias biologicamente inertes, não provocam rejeição e podem ser rígidas ou dobráveis. Estas últimas são as mais indicadas na facoemulsificação, pois são introduzidas dobradas dentro do globo ocular, através de uma pequena incisão, e expandem-se posteriormente.

Atualmente, não existe qualquer justificativa médica para que a cirurgia de catarata seja realizada em hospital. As clínicas projetadas para operarem no sistema de internação de curta duração oferecem segurança máxima com mínimo risco para o paciente.

O implante da lente intra-ocular
Hoje, não dá para imaginar uma cirurgia da catarata sem implante do cristalino artificial. Como o cristalino é uma lente natural, sua simples remoção não é suficiente, pois se soluciona o problema da transparência originado pela catarata, mas persiste aquele relacionado ao grau. Quando implantamos uma lente intra-ocular, devolvemos a transparência ao cristalino e colocamos o grau necessário para que a visão torne-se normal.

Esta lente deve ter um desenho especial que permita sua colocação através de um pequeno espaço. Ela pode ser rígida ou dobrável e uma grande variedade de lentes deve estar ao alcance do cirurgião, oferecendo condições para uma mudança de estratégia cirúrgica em casos complicados.

Esclarecendo dúvidas freqüentes sobre a Cirurgia de Catarata

A CATARATA PODE VOLTAR?
Um percentual pequeno de pacientes que fizeram implante de lente intra-ocular, após um período que pode variar de poucos meses a cinco anos, pode apresentar diminuição da visão por opacificação da cápsula posterior do cristalino, dando a impressão de que a catarata retornou. Quando o cristalino é retirado, o saco capsular onde ele se encontrava não é removido, pois é utilizado para a colocação da nova lente. Com a aplicação do YAG Laser, a visão é restaurada completamente.

O CRISTALINO ARTIFICIAL PODE SER REJEITADO?
O material utilizado para confeccionar as lentes intra-oculares é biologicamente inerte e, por esta razão, não apresenta qualquer tipo de reação quando em contato com tecidos humanos. A tendência é de implantação de lentes intra-oculares dobráveis porque facilitam a recuperação da visão no pós-operatório.

PODEM OCORRER COMPLICAÇÕES EM CIRURGIAS DE CATARATA?
Por ser a facoemulsificação uma técnica que requer treinamento exaustivo da equipe médica e investimentos em equipamentos de alto valor e que devem ser utilizados constantemente, o risco cirúrgico é baixo e o benefício é alto. A cirurgia de catarata é segura, mas, apesar dos altos índices de sucesso, não deve ser banalizada.

QUANTO TEMPO DEMORA A RECUPERAÇÃO DEPOIS DA CIRURGIA?
Da mesma forma que a visão melhora ao limparmos o pára-brisa sujo do nosso automóvel, geralmente, o paciente percebe uma diferença em sua visão já na primeira semana após a realização da cirurgia. A melhora tem relação com a cicatrização e dentro de um período que pode levar de 7 a 60 dias (dependendo das características pessoais de cada paciente e da técnica cirúrgica utilizada) é possível readquirir a mesma visão anterior à formação da catarata.

É NECESSÁRIO O USO DE ÓCULOS APÓS A CIRURGIA DA CATARATA COM IMPLANTE DE LENTES INTRA-OCULARES?
Eventualmente pode ser necessário um pequeno grau para longe. Para perto, quase sempre é indicado o uso de óculos.

EXISTE LASER PARA CIRURGIA DE CATARATA?
Até o momento não se tem notícia do uso regular do laser para esse tipo de cirurgia. O que existe é a utilização do Nd-Laser com complemento cirúrgico no pós-operatório da catarata.


  • Clínica Dr. Marcelo Jordão
  • Galileu Galilei, 1685
  • Ribeirão Preto, SP
  • 14020-620